Escovar os dentes antes de dormir tem maior resultado na redução da cárie





Melhores preços do Magazine Luiza. Clique aqui




Segundo estudo realizado no Laboratório de Bioquímica Oral da Faculdade de Odontologia de Piracicaba-UNICAMP, o uso de creme dental fluoretado no período noturno resulta em maior redução da progressão de cárie em comparação com a escovação matinal. Esse efeito pode ser explicado pela capacidade do flúor de repor os minerais perdidos pelo dente durante o dia quando são expostos a açúcares fermentáveis.

Segundo estudo realizado no Laboratório de Bioquímica Oral da Faculdade de Odontologia de Piracicaba-UNICAMP, o uso de creme dental fluoretado no período noturno resulta em maior redução da progressão de cárie em comparação com a escovação matinal 

Outro ponto é que escovar os dentes à noite pode potencializar a retenção do flúor na cavidade bucal, já que durante o sono o fluxo salivar diminui. A escovação noturna não deve ser negligenciada, e, em qualquer situação, deve ser utilizado um creme dental fluoretado.

É preciso ficar atento já que, apesar da escovação noturna ser considerada a mais importante, não quer dizer que fazer a higiene bucal apenas nesse horário garanta uma boca livre de doenças bucais. Como a grande maioria das pessoas não é perfeita ao escovar os dentes, a realização da higiene duas a três vezes ao dia é indispensável, para auxiliar na remoção do biofilme dental e expor a cavidade bucal ao flúor.

Mais que horário e tempo dedicado à higiene oral, ter uma técnica adequada é imprescindível. O cirurgião-dentista pode orientar o paciente quanto à correta higienização. Em alguns casos, a higienização pode ser auxiliada pelo uso de corantes que indicam os locais onde ainda há biofilme a ser removido.

Dicas que fazem a diferença

- Lembre-se do fio dental: o fio dental tem um papel fundamental na limpeza dos dentes, em lugares que a escova não alcança. Devido à redução do fluxo salivar durante a noite, a limpeza bucal não deve ser esquecida no período noturno, incluindo o uso de fio dental. É importante reforçar seu uso correto e eficiente. "Deve-se passar o fio dental limpando cada uma das duas faces que estão em contato, e não apenas colocar e retirar o fio dental dessa região", ensina a especialista.

- Enxague a boca sem exagero: a escovação com creme dental fluoretado resulta em dois efeitos: remoção do biofilme dental aderido aos dentes e aplicação de flúor, que atuará nos dentes limpos e nos com biofilme dental que não foi removido pela escovação. Assim, é importante reter o flúor na saliva para agir nos dentes que não foram higienizados corretamente, e isso só ocorre quando a boca não é enxaguada várias vezes. Cabe lembrar que crianças na primeira infância devem enxaguar abundantemente a boca após a escovação, para minimizar a ingestão do creme dental.

- Diminua a ingestão de açúcar: para o controle de cárie, deve-se reduzir a frequência diária de ingestão de açúcar. A ingestão frequente de balas ou bebidas açucaradas acelera o desenvolvimento de lesões de cárie.

- Não escove os dentes com força: escovar os dentes corretamente evita o desgaste dental e a recessão da gengiva. Isso ocorre quando a pessoa aplica muita força na hora da escovação e/ou quando usa uma técnica inadequada. O esmalte é resistente à abrasão pela escovação, mas quando a dentina da raiz é exposta à cavidade bucal, por ter menor dureza, sofre desgaste acelerado pela escovação inadequada.

- Escove os dentes de duas a três vezes por dia: não é recomendado realizar a higienização toda vez que se ingere um alimento."Uma correta higienização, realizada de duas a três vezes ao dia com creme dental com flúor, é suficiente para controlar cárie e doença periodontal.

Saiba como detectar a cárie

Quando está avançada, a lesão de cárie causa dor, devido ao calor, frio, consumo de doces. Porém muito antes disso, a cárie pode ser detectada pelo cirurgião-dentista, até mesmo antes da formação de uma cavidade, quando pode ser revertida. Por isso que a visita no consultório deve ser feita para o controle das doenças bucais, e não apenas para o tratamento de suas sequelas. É possível controlar as principais doenças bucais – cárie e doença periodontal – seguindo as orientações dadas pelo cirurgião-dentista, que deve ser visitado regularmente para o adequado controle.



Comente:

Nenhum comentário